Berlim em 3 dias

Posted on Jun 29, 2018

No post de hoje eu conto o que fazer com 3 dias inteirinhos na capital da Alemanha. Tenham em conta que esse é um guia meio off the track e que algumas atrações turísticas foram devidamente puladas por falta de tempo.

IMG_6143

Primeiro de tudo:

Como chegar?

Os voos mais baratos saindo de Barcelona costumam ser para o aeroporto de Schönefeld que fica beeeem longe do centro da cidade.

Para se mover até o seu hotel você tem duas opções bem fáceis.
1) Comprar o Berlin Card, que além de servir para todas as zonas de transporte ainda te dá desconto em vários museus. O de 72h sai por €30,90 e inclui a área de Potsdam e o trajeto até o aeroporto de Schönefeld.

IMG_5664

2) Comprar um bilhete normal de metro. O day ticket sai por €7,00, então a conta básica que você tem que fazer é se quer visitar muitos museus ou não.

Onde se hospedar:

Decisões feitas, é hora de escolher onde ficar na cidade. Minha humilde experiência me mostrou que a zona de Friedrichshain e Prenzlauer Berg são as mais interessantes no quesito boas vibes, muitos bares e opções noturnas de comidinhas deliciosas somadas a um bom transporte público.

IMG_5747

Fiquei hospedada no Best Western Hotel City Ost e achei tudo ótimo. Diária por menos de €100,00, tudo limpinho, confortável, com metrô na frente do hotel e uma infinidade de bares e restaurantes a 10 minutos de caminhada dalí. By the way, não recebi nenhum tostão para falar desse lugar :)

Agora bora começar o passeio:

Dia 1

Recomendo muito começar o dia com um brunch no maravilhoso Café Silo. Ovos Benedict com hummus, abacate, queijo feta e um dos melhores bacons fritos que eu já comi na vida.

IMG_5805

O museu da Stasi fica no bairro e se é a sua primeira vez na cidade eu recomendo demais. O museu mostra todo o processo de espionagem da Stasi, no melhor estilo big brother pré Google. Se eles conseguiam controlar a vida de todo mundo nos anos 80, imagina hoje né, meus amigos?

IMG_5893

IMG_5892

No burburinho da Boxhagener Platz fica o Café Datscha, um restaurante russo que faz uns varenikes (tipo um ravioli de batatas) maravilhoso. A massa é temperadinha e o prato vem com sour cream e molho de tomate picante por cima. Para quem quer provar a versão oficial de um verdadeiro strogonoff a pedida também é boa.

IMG_5789

A Karl Marx Alee com seus vários exemplos de arquitetura soviética é um ótimo ponto de partida para você se acostumar com a cara da cidade e lembrar que boa parte de Berlin estava do lado esquerdo do muro. O Kino International, que fica alí mesmo, é um daqueles “instagram spots” obrigatórios do viajante que não quer perder uma boa foto toda trabalhada na simetria.

32897042_206881229917577_397874882559344640_n

Seguindo o passeio pelo lado leste da capital, um pulinho até Prenzlauer Berg faz todo o sentido do mundo. O bairro é bem descolado, cheio de cafeterias e lojinhas vintage. Uma parada no bar Whonzimmer se faz necessária para ver a vida passar diante de uma praçinha fofa enquanto se toma litros de cerveja por preços bem descentes. Do lado, a lojinha Victoria met Albert tem artigos de decoração bem fofos, caso você precise voltar de Berlin com um presentinho debaixo do braço.

IMG_5711

IMG_5706

IMG_5756

Alí pertinho fica a Oderberger strasse, cheia de edifícios coloridos e lojas interessantes. A Veb Orange é uma passada, cheia de cacarecos antigos separados por cor. Tipo o fenômeno do transtorno obsessivo compulsivo levado ao limite.

IMG_5760

Outra opção bem boa para jantar no lado esquerdo da cidade é o Hangmee, um restaurante de tapas asiáticas baratinho e delicioso. Ponto pra eles que não tem vergonha de vender minha coisa favorita na vida – pele de frango frita. Colesterol maravilhoso que está até hoje entupindo alguma das minhas artérias.

34329677_210691776320205_7678803571311116288_n

Dia 2

O Hallesches haus é perfeito para um bom café da manhã. O lugar é amplo, lindo e iluminado e ainda conta com uma lojinha de coisas pra casa que tem potencial pra te deixar doido. Muito difícil essa vida de só poder carregar 20kg na mala.

IMG_6181

 

IMG_5958

Como Berlin é cheia de história para contar, recomendo muito fazer uma coisa que eu mesma nunca faço, um tour guiado. Escolhi o tour gratuito da Sandmans e não me arrependi nem um pouco. O guia era super carismático e prendeu nossa atenção com as histórias sobre a região que visitamos. Para quem quiser fazer o tour, ele passa pelo portão de Brandemburgo, o memorial dos judeus, o ex HQ da SS, o estacionamento que fica em cima do que restou do bunker do Hitler e as praças Gendarmenmarkt.

IMG_5810

IMG_5871

IMG_5868

IMG_5873

Já que você está pela área, queria dar minha humilde opinião sobre a Topography of Terror. As críticas da internet são super positivas e claro que eu acho que se você está com tempo sobrando, pode e deve ir. No entanto, preste atenção em uma coisa: boa parte da exposição que conta a história do nazismo em detalhes fica fora do edifício, do lado do que restou do muro, ou dentro de uma parte nova do edifício, sem muito mais coisas para ver. A exposição conta com alguns documentos originais que chagam a dar calafrios e a maneira como a mesma foi organizada, explicando a ascensão do nazismo é muito bem feita. Diria que uma passada ao menos já é essencial e que em meia horinha alí dá pra refletir muito sobre como os caminhos políticos atuais nos estão levando para um futuro bem sombrio, enquanto a gente tá compartilhando meme no Facebook. O meu único porém, se você não tem muito tempo, é que dá pra encontrar a mesma informação em excelentes documentários por aí. Apenas por isso acho que você pode escolher outro programa mais light para a sua tarde.

IMG_5828

O Tiergarten foi de longe o parque que eu mais gostei na cidade. Pra quem gosta da banda, a Coluna da Vitória é a que aparece no clipe de Stay, do U2.

IMG_5844

Charlottenburg é o bairro que fica nas proximidades e é legal dar um passeio por alí e ver como fica clara a diferença entre o lado esquerdo e o direito de Berlim, arquitetonicamente falando.

IMG_5927
O Lon men´s noodle house fica nas redondezas e serve dumplings maravilhosos. Só anota que é essencial chegar cedo por que ele costuma ficar lotado.

IMG_5904

Dia 3

Caso algum dos dias da viagem seja um sábado, lembre-se de que há um mercadinho gastronômico, vamos lá, uma feira mesmo, na Boxhagener Platz. Dá pra comer varenikes/pierogis (uma massa recheada típica do leste europeu) por preços irrisórios e uns salsichões na brasa bem bons.

IMG_6008
IMG_6001

Além disso também trouxemos pra casa as pimentas Crazy Bastard. Não que seja uma comida típica, mas produto local criativo, bom e premiado faz toda a diferença na estante (e na comida de casa).

IMG_5960
Bem pertinho dalí está a East side gallery, nada mais nada menos que os restos do muro transformados em exposição de arte.

IMG_6015

IMG_6014

A Oberbraumbrucke é uma ponte muito bonita que liga os dois lados de Friedrichshain. Não muito longe dalí fica o Freischwimmer, um lugar bem agradável para tomar litros de cerveja do ladinho do Rio.

IMG_5979

IMG_6147

Alí pertinho você também encontra aquelas maquinas clássicas Photoautomat, caso você queira guardar uma fotinho P&B de souvenir de viagem. Esse texto aqui pode te ajudar na busca! :)

IMG_6145

IMG_6142

Pra fechar o dia em grande estilo, o Booze bar é um bar de cocktails bacana, com ótima música. Eles não tem cardápio fixo, então dá pra desafiar o barman para que ele faça um drink do jeito que você gosta.

IMG_5865

OBS: Uma dica importante se você está lendo esse texto no ano de 2018. O Museu Bauhaus está fechado e outro está sendo construído. Se esse item está na sua lista, pesquise bem antes de qualquer coisa!

IMG_5978

Quem aí já foi pra Berlim e tem histórias para contar?

Be Sociable, Share!

4 Comments

  1. Ai, que linda amiga! Quase não consegui prestar atenção no post por causa dessa ruivinha linda assim, logo de cara. Me desconcentrei. ;)

    <3

    Tá demais o guia! Dicas maravilhosas. :*

  2. (amiga, desabilita esses emojis amarelos peloamor, o seu blog não é digno desses malditos)

    (a não ser que você seja muito apegada a eles, se for esse o caso, sorry)

    (love u)

    • HAHAHAHHA eu nem sei como desabilita isso!!!

  3. Ahhh como eu amo Berlin!! Fui 3 vezes, mas por mim ainda irei muito mais. Tem tanta coisa pra fazer, lugares pra ir comer.. adoro muito a vibe doida de lá.
    Adorei seu guia e aqui já louca pra ir logo (vou daqui 1 semana de novo hahaha).. se tem uma cidade no mundo que eu acho que nunca vou me cansar é Berlin! <3

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

dezenove + dois =

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>