Guia de Viagem – Costa Brava

Posted on May 28, 2017

Promessa é dívida e eu trago um guia de viagem de uma semana pela Costa Brava, com coisas pra fazer em um dia de sol ou em um dia frio e nublado. Você escolhe.

13118177_543972712451410_141988512_n

Definitivamente o melhor jeito de conhecer a Costa Brava é de carro. Passei 5 dias de cima pra baixo, de baixo pra cima, para poder dar meu parecer completo sobre o que eu achei de cada cantinho onde eu estive. Bora lá?

FullSizeRender-34

Roses

É uma cidade pra lá de feiusca e foi justamente lá que eu aluguei meu apê. Furada? Nem tanto. Existe um cantinho em Roses, onde chega a trilha da ponta da Falconera que é um arraso no quesito beleza. Casas branquinhas, restaurante pé na areia com uma paella de 16€ (La Gaviota) e uma praia chamada Almadrava, rodeada de trilhas incríveis.

13113933_267905386877097_1758072_n

13092408_1589661144683402_515028501_n

Saindo dessa praia você pode encarar o Camí de Rodes. Uma trilha fácil, que dá acesso a várias calas (mini praias) feitas de pedras.

13129697_865278476935101_493433352_n

A ponta da Falconera é acessível de carro e chegando lá é possível fazer um montão de trilhas por cima da montanha. Água, lanchinhos e um GPS de celular são imprescindíveis. E um tênis também. As praias são lindas, mas feitas de pedras e o caminho até elas pode ser bem complicadinho. Pra quem curte arqueologia, em Roses mesmo tem a rota dos dolmens. O mais famoso é bem conservado tem uns belos 3.000 anos.


Cadaqués

É um charme. Pueblo blanco fofo, ruazinhas estreitas, barzinhos, restaurantes… Tem que passear ao longo da costa até ver o centrinho de longe, igual a cartão postal.

13414130_1737287513183374_1658430715_n

Se você reparar, ao longo do caminho tem várias escadas, de verdade e de pedra, que dão para mini praias. Águas cristalinas, cadeiras naturais e águas vivas enormes esperam por você. As águas vivas são cor rosa choque, mas não se desesperem. Dá pra ver de longe e correr antes dela chegar.

FullSizeRender-27

13269595_834181556685920_1686702367_n

14072792_1083065091774253_1185680819_n

13126897_1598746097108865_1094821489_n
Sobre comida, provei dois restaurantes.

Can Tito. Menu de 15€ com salada fresquinha, uma merluza de respeito e uma crema catalana e torta de chocolate perfeitas! Relação custo benefício ótima, só faltava ter vista.

FullSizeRender-32

Compartir. O restô é badaladíssimo, com vários nomes egressos do El Bulli, que já foi o restaurante mais comentado do mundo. Tudo muito bom mas, assim, não senti aquela emoção pagando 19€ por prato não. O canelone de atum tinha apresentação impecável e a mistura de temperos, tomate, tapenade e alcaparras tornavam o prato muito interessante. As duas vieiras gigantes cortadas em filés ao molho meunière eram deliciosas e o frango a catalana era cozido em baixa temperatura e quase derretia na boca. Vem em versão hiper catalana, claro, com espinafre, passas e pinoles. Maravilhoso? Sim. Valia 19€? Juro que não sei. Sabe quando você tem a sensação que dava pra tudo custar uns 5€ menos? Ainda mais sem vista… Enfim, o preço que se paga pela grife dos egressos do El Bulli….

13113755_1564146420549864_342706668_n


Peratallada

Nublou? Tem pueblos fofos mil pra visitar! Peratallada não tem restaurantes mega caros é uma delícia pra desconectar da vida. A cidade é micra, dá pra matar em 30 minutos, mas dá vontade de passar mais tempo. Olha as fotos e me diz se não parece de mentira?

13736816_1775308102749282_954037297_n

13109079_960739640706453_506558109_n

13109065_1030525303680887_1400724393_n


Ullastret

FullSizeRender-33

Seguindo a rota dos pueblos para dias nublados, chagamos na medieval Ullastret. Depois de ver Peratallada, ela não parece tão charmosa, mas logo na entrada da cidade você encontra uma lojinha que faz tudo ganhar sentido. É a Ca la Nuri, especialista no recuit de drap. É tipo uma ricota cremosa, meio iogurte grego que você come com mel ou compota de figos. A degustação, ou seja, um potinho, custa 2,50€. Também tem queijo curado, temperado e fuet.

FullSizeRender-26


Pals

Compete com Peratallada pelo título de fofura projeto de Toscana Catalã. Ruas charmosas, uma igrejinha antiga, mirantes, torres e lojinhas mil, fazem a alegria do turista impossibilitado de ir pra praia. O arroz de Pals aparentemente é bastante reconhecido e tem inúmeras características, cada uma melhor aproveitada para um tipo de prato. Eu acreditei em tudo e trouxe pra casa a variedade “redondo perlado”, que absorve bem caldos, já pensando em fazer um arroz com cogumelos ou algo assim. Também provei o prato estrela da cidade no restaurante El Pedro, um arroz de cassarola mar y montaña com porco, frango, mexilhão, dois tipos de camarão, vongoles e linguiças. Para os fortes, meu povo. OBS: O prato fazia parte do menu de meio dia e nao está no cardápio do site.

FullSizeRender-31

13113866_571986866311571_1641043913_n

13102367_166975753701824_235588234_n

15623918_1683027178694223_2119017334906552320_n


Begur

Estive em Begur 3 vezes. Na primeira, por total desconhecimento, fomos apenas no castelo e eu confesso que achei uó. Na segunda, nos perdemos por vielas e dei uma olhada na praia de Sa Tuna, o que me fez mudar totalmente o meu conceito sobre a cidade. O lugar é um charme e vale muito a pena se hospedar alí. No conceito comidas gostosas, posso recomendar dois lugares:

12965166_616572535170392_2079623280_n

13249642_1746422888904019_1042216744_n

15801898_1050719748370156_7043954018518827008_n

13113710_472150146304222_893586529_n

Toc al mar. Sempre sai na lista de melhores paellas da Costa Brava e o preço (com vista pro mar) nao é nenhum absurdo (+- €18,00 pp).

El Jardí de Can Marc. Para os que nao estão dirigindo, cocktails por €10,00 com vistas para a cidade e para o castelo é uma ótima pedida, né? O tartar de atum deles é uma delícia (€11,00).

13732099_1568174436817888_371612245_n


Sant Marti d´Empuries

Tem a fofura de Peratallada e a metade do seu tamanho. E olha que Peratallada é pequena. A gente se esforçou pra procurar mais ruas, mas aparentemente dá pra ver tudo em 10 minutos mesmo.


La Escala

Tem um museu arqueológico a céu aberto com os restos de uma Acrópole grega e de uma cidade romana com direito a anfiteatro e capitólio. Quer dizer, o que restou dos dois. Muito interessante e do lado de uma praia bonita, com as formações rochosas excêntricas que são o charme da região. Em tempo, o lugar é muito famoso pela qualidade das anchovas. Eu não fui, mas amigos catalães me recomendaram a bodega El Xillu para um Vermut. O nome é o mesmo de uma marca que enlata/envasa os peixinhos.

FullSizeRender-30


Praia Grifeu/Garbet/Port de la Selva

Juntei tudo porque esperava mais dos 3. Achei todas as praias meio sem charme e o último não tinha metade do encanto de Cadaqués, apesar de ser todo branquinho. Enfim, o dia nublado pode ter impactado meu humor, então eu tenho o dever de voltar. Em tempo, no final de Port de la Selva começa Cap de Creus. A cidade termina em uma cala quase deserta e a paisagem fica bruta, crua, incrível.


Portlligat

Basicamente só tem o museu Dali. Eu não fui porque é preciso reservar obrigatoriamente pelo site e estávamos mais na pilha de fazer outras coisas, pegar umas praias e absorver raios de sol. Mesmo se o surrealismo não for a sua vibe, o pueblo é fofo em um nível bem alto. E logo que você chega, do lado oposto ao museu, tem essa cala linda aqui.

13259610_253408795016480_1408100033_n

13652104_280432519002217_277263026_n

13102406_170390833356762_1592373848_n


Cap de Creus

Ponto alto e meu lugar preferido da viagem. Quero voltar todo ano porque aparentemente o que não falta é trilha pra fazer e praias lindas pra chegar. Cap de Creus é todo o complexo de um parque natural, mas eu deixo aqui uma ideia de como aproveitar um dia por alí. Coloque o endereço do restaurante de Cap de Creus no seu gps. Ele vai te levar para o farol que tem um bar e um restaurante com vistas espetaculares. Como o restô tava um pouco cheio, fiquei no bar que tinha comida boa e preços bem honestos se você pensar na vista bonita e no isolamento com o resto da civilização.

FullSizeRender-28

Depois do lanchinho, a ideia é tomar coragem, vencer a vertigem e descer pelas trilhas , nem sempre tão óbvias , que se formam desde o restaurante. Dá só uma olhada nas calas que a gente achou por lá. Em tempo, vimos uma cobra. Achei que vocês mereciam ter essa informação. Outra coisa, subir obviamente é mais complicado que descer, mas perto da estrada tem um paredão não muito íngrime de pedras que pode ser usado pra cortar caminho, aí depois é só andar pela ladeira na estrada. Fica a dica.

15803035_232010077224226_7785904477826973696_n

14032897_657867234389761_927393431_n


Calella de Palafrugell

Disputa com Cadaqués o título de pueblo mais bonito da Costa Brava (na minha humilde opinião, claro). Prepare a memória do celular, a zona a beira mar é MUITO fotogênica. A rede Tragaluz, bem conhecidinha daqui tem um restaurante a beira mar que é uma delícia. Vale a pena provar o arroz caldoso deles. Outra coisa que é importante saber: Calella está a apenas uma horinha e meia de carro de Barcelona.

16464915_1528452997188259_7306633251974545408_n

FullSizeRender-20

FullSizeRender-23


Llafranc

É a cidade vizinha de Calella de Palafrugel. O ponto alto é conhecer o farol, com vistas espetaculares e alguns restaurantes com recomendações ótimas, mas bem cheios. Fazer reserva é altamente recomendável. Se assim como eu você nao conseguir almoçar por lá, nao se desespere. Na quadra da praia o Terrassa Terramar faz uma fideuá delícia que pode ser pedida para apenas uma pessoa. Ou seja, seu coleguinha pode pedir outro prato e você pode provar um pouco de tudo. Nao tá entendendo a minha emoção? É que aqui o normal é que esses pratos sejam preparados para um mínimo de duas pessoas.


Tossa de Mar

A zona das praias é uma graça, com direito a castelo a beira mar e tudo. É a mais próxima de Barcelona, até de ônibus dá para chegar.

13628130_276748262683064_909687580_n

13651868_1291843857494201_1385262636_n

13745232_548804955308773_1160697310_n

13767557_701637133326180_1185118224_n

14369030_139168643205237_466202398_n

Questões logísticas:

1 dia: Se você está em Barcelona e só tem um dia para dedicar para a Costa Brava eu sugiro visitar Tossa. É lindo, é perto e dá pra sentir a vibe da Costa Brava.

2 dias: Saindo de Barcelona eu recomendo o combo Callela de Palafrugel e Llafranc. Tem um monte de barzinhos a beira mar e vale dedicar uma noite nesse pueblo tao charmoso.

3 dias: Recomendo Calella de Palafrugel, Pals e Peratallada. Se você conseguir matar tudo rapidinho, pode esticar na playa del Golfet, em Begur.

17932013_430526757301554_7086548763971420160_n

4 dias: Recomendo usar Begur como base (mais opções de restaurantes, bares e praias) e rodar por Calella de Palafrugel, Pals e Peratallada.

1 semana: Begur e Roses sao boas bases para tentar seguir o roteiro completo. :)

Espero do fundo do meu coração que esse post seja útil para vocês. Compartilhem com seus amiguinhos. A Costa Brava é linda de mais!

Be Sociable, Share!

1 Comment

  1. Nossa toda vez que passo por aqui fico com mais vontade de voltar para Espanha hahaha! Já tinha ouvido falar da “Costa Brava” mas adorei suas dicas e como sempre viajei junto no post!!

    Alias como sempre um roteiro gastronomico de primeira e fotos lindas!!

    Espero conhecer essas maravilhas de perto logo logo

    Bjs e boa semana
    Pri
    http://www.styledchicas.blogspot.com.br

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

três × um =

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>